quinta, 03 de maio de 2018 - 16:14h
Polícia Civil do Amapá deflagra operação contra crimes cibernéticos
Foram cumpridos seis mandados de prisão, busca e apreensão nesta quinta-feira, 3. Suspeitos são investigados por estelionato aplicado por redes sociais.
Por: Harley Sousa
O golpe foi descoberto depois de um caso de estelionato registrado no Rio de Janeiro

A Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 10DP (Delegacia da Fazendinha), com o apoio da DETE, NOI e DECCP, realizou, na manhã de hoje, uma grande operação para repreender  crimes cibernéticos, os quais estariam sendo praticados por grupo criminoso sediado no Amapá.

De acordo com o Delegado que presidiu o Inquérito, Nixon Kenedy, a quadrilha estava ludibriando vítimas por todo o País, sendo identificadas em pelo menos 16 Estados, gerando prejuízo aproximado de R$ 50 mil reais com os reiterados estelionatos.

A fraude consistia na utilização do aplicativo denominado Instagram, sítio em que os Estelionatarios estavam ludibriando as vítimas com o anúncio, e venda, de produtos caros e de luxo, como smartphones, tablets, relógios, tênis etc, sempre com preços muito convidativos, mas que nunca eram entregues.

Também segundo Kenedy, a quadrilha teria arregimentado pessoas para concorrerem nas fraudes, cedendo contas correntes e poupanças para que o grupo pudesse obter a vantagem ilícita usurpada das vítimas. Foram apontados 3 líderes e, pelo menos, 5 operadores do esquema, que também percebiam recursos com as fraudes.

A investigação, iniciada na 10DP há 5 meses, começou com o envio de uma ocorrência da 12 DP do Rio de Janeiro, que noticiou uma fraude na compra de um smartphone.

O Titular da 10DP, que coordenou as ações, e articulou as demais Delegacias, disse que os fraudadores já contavam com mais de 30 mil seguidores na conta, concluindo que há centenas de vítimas ainda não identificas. Relatou também que a operação cumpre papel preventivo e repressivo, extremamente necessários para evitar prejuízos a consumidores, e dano à credibilidade das vendas pela internet.

Foram presos preventivamente os nacionais Alex Souza da Silva (31 anos), Nayara Carvalho da Silva (27 anos), Davidson Batista da Silva (21anos), Israel Silva dos Santos (32 anos), Kallebe Silva Bitencount (30anos) e Maria Rosa Nunes Gomes (31 anos).

IMAGENS RELACIONADAS
  • 10 DP
  • foto
  • foto1
  • foto2
  • foto3
  • foto4
  • foto6
  • Delegado Nixon
  • foto0
  • Material
  • material1
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

POLÍCIA CIVIL - Polícia Civil do Estado do Amapá
Av. Fab, nº 84 - Centro - Cep: 68900-000, Macapá - AP - (96) 2101-2800 - contato@policiacivil.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2018 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá