terça, 07 de janeiro de 2020 - 13:16h - 882
POLÍCIA CIVIL PRENDE OS DOIS ACUSADOS PELA MORTE DE UM CASAL EM PORTO GRANDE
Por: Assessoria de Comunicação
Foto: Polícia Civil
Delegado Bruno Braz, titular da Delegacia de Polícia de Porto Grande

Na noite desta segunda-feira, 6, a Polícia Civil do Amapá, por meio da Delegacia de Polícia de Porto Grande (DPPG), prendeu B. C. F., de 30 anos de idade, acusado pela prática de dois homicídios.

O homem preso em flagrante é acusado de ter matado um casal no município de Porto Grande, no bairro Área 6, na madrugada desta segunda-feira, 6. Marcos Leão Borges, de 44 anos de idade, e Marilene Conceição de Souza, de 42 anos de idade, que foram as vítimas, eram pais da ex-companheira do acusado.

De acordo com o Delegado Bruno Braz, titular da DPPG, após receber a informação da ocorrência do duplo homicídio, ele e sua equipe se deslocaram ao local do fato e conseguiram identificar que a filha do casal morto, F. S. L. B., de 19 anos de idade, teria envolvimento na morte dos pais, juntamente com seu ex-companheiro. Ela foi conduzida à DPPG para prestar esclarecimentos e confessou detalhes sobre os crimes, sendo assim, presa em flagrante.

“Na Delegacia, a acusada disse que planejou a morte dos pais junto com o seu ex-companheiro, pois eles se envolviam no relacionamento do casal; que seu pai teria abusado sexualmente dela e que sua mãe sabia de tudo. Além disso, ela disse que sua mãe a obrigou a morar em Porto Grande, tendo assim, se separado do seu companheiro. Quanto ao crime, ela informou que eles acertaram tudo por telefone. Ele chegou por volta das 3h na casa dela, em Porto Grande. Ela abriu a janela, ele entrou. O combinado seria ele dar uma paulada na cabeça das vítimas e ela esfaqueá-las, mas, na hora, ela não desferiu os golpes. Então, ele pegou esfaqueou o pai dela e atirou um arpão no peito dele. Em seguida, matou a mãe dela dormindo”, destacou o Delegado.

Após o crime, o acusado fugiu e a filha das vítimas ficou lá, na intenção de que não desconfiassem que ela estivesse envolvida nos crimes.

Diante os fatos, foram realizadas diversas diligências contínuas em diversos endereços em que o acusado poderia estar. Num dos endereços foi encontrado o pai do acusado, o qual disse à Polícia que ouviu uma conversa, entre o filho e a ex-companheira, de que ela iria matar os pais pra poderem ficar juntos. Por volta das 21h30min, o acusado foi preso em flagrante em uma pousada onde estava escondido, localizada no bairro Santa Rita, em Macapá.

Em depoimento, acompanhado de seu advogado, o acusado confessou o crime e alegou que o fez por influência da ex-companheira, que planejava isso desde o ano de 2018. Confirmou que ela abriu a porta pra ele entrar na casa, porém alegou que deu apenas uma facada no pai dela e, que, ela acertou o tiro de arpão no peito dele. Quanto à outra vítima, disse que a acusada cortou o pescoço da própria mãe.

Para o Delegado Bruno Braz, os depoimentos têm contradições quanto a quem esfaqueou quem, mas é incontroverso em relação a participação de ambos.

Os acusados foram encaminhados à audiência de custódia, onde as prisões em flagrante foram homologadas e convertidas em preventiva. Os presos seguirão para o IAPEN.

IMAGENS RELACIONADAS
  • Casal morto pelos acusados
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

POLÍCIA CIVIL - Polícia Civil do Estado do Amapá
Av. Fab, nº 84 - Centro - Cep: 68900-000, Macapá - AP - (96) 2101-2800 - contato@policiacivil.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá