quinta, 23 de abril de 2020 - 19:00h - 1996
DELEGADO-GERAL DIVULGA BALANÇO DAS ATIVIDADES REALIZADAS NAS DUAS FRENTES DE ATUAÇÃO DA FORÇA TAREFA DA POLÍCIA CIVIL
Por: Assessoria de Comunicação PC-AP
Foto:

Nesta quinta-feira, 23, o Delegado-Geral da Polícia Civil do Estado do Amapá, Uberlândio Gomes, divulgou o balanço das operações realizadas no período de 30 dias após a publicação do Decreto Governamental Nº 1414 (19/03/2020), que dispõe sobre medidas de restrição de aglomeração de pessoas com a finalidade de reduzir os riscos de transmissão do novo coronavírus (COVID-19) e adota outras providências.
Diante a atribuição de fiscalizar o cumprimento do presente Decreto, o Delegado-Geral criou uma "Força Tarefa" que contou com duas frentes de atuação e foi coordenada pelo Diretor do Departamento de Polícia Especializada, Delegado Fábio Araújo.
Na primeira frente de ação, a Delegacia de Crimes Contra o Consumidor (DECCON) deflagrou a “OPERAÇÃO COVID-19” com o objetivo de combater os ilícitos ocorridos em toda cadeia de comercialização de materiais para a prevenção do coronavírus, como o aumento abusivo de preços, a falsificação de produtos, a retenção para especulação, etc. Durante a operação, 42 farmácias e 31 distribuidoras de remédios e correlatos foram fiscalizadas, todas, localizadas em Macapá. Ao todo, a DECCON prendeu 7 pessoas em flagrantes e suspendeu as atividades de 3 farmácias.
A outra frente de atuação da Polícia Civil, denominada “OPERAÇÃO COVID - CUMPRIMENTO DE DECRETO”, compreende o trabalho ostensivo, com viaturas e policiais caracterizados, realizando rondas de conscientização e fiscalização quanto ao cumprimento do Decreto Governamental Nº 1414 e suas prorrogações, principalmente, no que respeito à proibição de aglomeração e horário de funcionamento de estabelecimentos comerciais. Essa ação policial aconteceu em todos os municípios do Estado do Amapá, totalizando 328 operações de fiscalizações realizadas, resultando em 988 estabelecimentos fechados, 372 notificados e 108 prisões efetuadas pela prática dos crimes de desobediência, infração de medida sanitária preventiva e perigo para a vida ou saúde de outrem. A capital Macapá foi onde mais se teve fechamento de estabelecimentos comerciais, chegando ao número de 489; seguida por Santana, com 123; e Laranjal do Jari, com 97.

IMAGENS RELACIONADAS
NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

POLÍCIA CIVIL - Polícia Civil do Estado do Amapá
Av. Fab, nº 84 - Centro - Cep: 68900-000, Macapá - AP - (96) 2101-2800 - contato@policiacivil.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2023 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá