quarta, 08 de junho de 2022 - 12:20h - 3101
Estado forte, Povo Seguro: Penitenciária de Segurança Máxima vai aprimorar sistema prisional do Amapá
Novo equipamento da Segurança Pública está pronto e irá fortalecer o controle, monitoramento e repressão ao crime organizado.
Por: Claudio Morais
Foto: Marcelo Loureiro/Secom
Investimentos somam mais de R$ 9,5 milhões, com capacidade para 196 apenados.

O Governo do Amapá prepara a ativação da Penitenciária de Segurança Máxima, novo equipamento da Segurança Pública que integra o planejamento do Estado para a reestruturação do sistema prisional. Na manhã desta quarta-feira, 8, a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) realizou visita técnica ao local, acompanhada por veículos de imprensa.

Localizado em área estratégica da capital, o espaço conta com forte monitoramento. Na única via de acesso ao local, uma câmara de raio-x detalha minuciosamente objetos que visitantes, servidores e apenados possuam, e a cadeia é composta por celas individuais, inclusive para atendimentos de saúde ou audiências com a justiça, que evitarão o deslocamento desnecessário de quem deve cumprir pena em regime diferenciado.

De acordo com o secretário da Sejusp, cel. Carlos Souza, a nova penitenciária terá capacidade para 196 apenados do Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), aplicado para presos considerados de alto risco ou integrantes de organizações criminosas. O titular da pasta explicou, ainda, que a nova penitenciária é resultado de investimentos de mais de R$9,5 milhões do programa Estado Forte, Povo Seguro para a completa reestruturação da Segurança Pública e Defesa Social no Amapá.

“O Governo do Estado já promoveu uma completa modernização da Segurança Pública, com novos prédios, equipamentos táticos, novas viaturas, concursos públicos, e agora com a Penitenciária de Segurança Máxima, teremos uma estrutura estratégica para o combate às organizações criminosas e segregação daqueles que ameaçam a ordem pública”, detalhou o secretário.

“Toda essa estrutura vai servir para, desde a entrada, termos o máximo controle de toda e qualquer movimentação na penitenciária. Os protocolos que serão cumpridos também possibilitam o monitoramento rigoroso por parte do nosso efetivo para que as penas diferenciadas sejam cumpridas com o máximo de controle”, esclareceu o diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), Lucivaldo Costa.

GALERIA DE FOTOS

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá