sexta, 24 de junho de 2022 - 16:32h - 1035
'Será uma das maiores conquistas para o povo do Amapá', diz Waldez sobre Hospital Universitário
Governador esteve na celebração do contrato entre Unifap e Rede Ebserh para gestão do HU. A unidade contará com Sistema de Regulação Tripartite, gerido pelo Estado.
Por: Nathacha Dantas
Foto: Erich Macias
Governador Waldez Góes participou da cerimônia da assinatura de contrato para a gestão do Hospital Universitário (HU), de homologação de concurso e convocação dos primeiros 25 profissionais aprovados que atuarão na unidade.

O governador, Waldez Góes, definiu o Hospital Universitário (HU) como uma conquista para os amapaenses. Ele participou, nesta sexta-feira, 24, da celebração do contrato entre Universidade Federal do Amapá (Unifap) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para a gestão da unidade.

O hospital atenderá casos de média e alta complexidade, por meio de um Sistema de Regulação Tripartite, gerido pela Central de Regulação do Estado do Amapá.

Um convênio já firmado entre o Governo do Estado e a Unifap vai garantir o envio de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) para custear as atividades desenvolvidas pela Ebserh para o funcionamento do hospital. Na cerimônia de assinatura do contrato, também houve homologação de concurso e convocação dos primeiros 25  profissionais aprovados para trabalhar na unidade.

LEIA MAIS: Convênio entre Governo e Unifap garante abertura e funcionamento do Hospital Universitário

Waldez frisou que a entrega da unidade acadêmica e de assistência é fruto de engajamento e esforço permanente da sociedade, técnicos e agentes políticos, que pactuaram o compromisso integral com a agenda que está sendo construída há anos.

“A universidade teve a iniciativa e o governo abraçou o projeto para que a bancada federal priorizasse os recursos para a construção do HU, que será administrado pela estatal Ebserh, conhecida e respeitada na gestão hospitalar. Com o pleno funcionamento do HU,  o Amapá terá um grande serviço de média e alta complexidade de saúde pública”, disse.

Por se tratar de um hospital universitário, também serão desenvolvidas atividades de ensino, pesquisa e extensão.

Góes fez um resgate dos avanços da agenda de saúde pública no estado, citando conquistas como a implantação  da residência de enfermagem e médica,condicionante para a implantação do curso de medicina na universidade.

“Um dos melhores cursos reconhecidos do país, o curso de medicina da Unifap  está entre os 30 melhores do Brasil. Um orgulho para todos e o HU é o ápice de toda essa construção ao longo da história”, reiterou.

O presidente da rede Ebserh falou sobre o papel nos setores da saúde e educação que a unidade desempenhará no Amapá.

“A assinatura de contrato e a homologação do concurso são marcos importantes para colocarmos o hospital em funcionamento, sendo campo de prática para a formação de profissionais e ampliando a assistência à saúde da população do estado do Amapá e da região Norte”, esclareceu o presidente da Rede Ebserh/MEC, Oswaldo Ferreira.

A previsão é que o Hospital Universitário inicie as atividades no segundo semestre deste ano, com planejamento e abertura gradual dos serviços.


Covid-19

Ainda em 2020, o prédio onde funcionará o HU cedeu lugar ao Centro Covid, após termo de cessão resultado de uma parceria entre Governo do Amapá e a Universidade Federal do Amapá (Unifap), com a articulação do senador Davi Alcolumbre. O espaço foi fundamental para a recuperação de milhares de amapaenses acometidos pelo novo coronavírus durante a pandemia.

Correio Pneumático

Após a cerimônia, o governo visitou as instalações da unidade. O HU será o primeiro hospital federal do país a  contar com o sistema de Correio Pneumático. O mecanismo é utilizado na logística hospitalar para transportar insumos, materiais e medicamentos nos mais variados setores do hospital, a tecnologia ajuda a otimizar operações  e dá mais conforto para pacientes e equipe médica.

No HU, o sistema está instalado e pronto para ser usado nos setores de enfermaria, UTI, centro cirúrgico, laboratório e farmácia de dispensação. Exames de sangue e medicações, por exemplo, serão transportados por um tubo de pressão a ar à vácuo direto para os setores de laboratório ou enfermagem para administração, sem a necessidade de um carregador e de estoque de medicamentos.

“É um sistema em tempo real que garante agilidade e assertividade”, explicou o médico Rogério Scapini, gerente administrativo do Hospital.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá